Mamoplastia Redutora

A mamoplastia redutora é um procedimento estético indicado para mulheres que têm as mamas muito grandes, chegando ao ponto de ser prejudicial para a autoestima e para a saúde. Através dessa cirurgia, é feita a retirada de pele, tecido glandular e gordura, com a finalidade de reduzir e deixar os seios de um tamanho mais proporcional em relação ao restante do corpo.

O que é a mamoplastia redutora?

A mamoplastia redutora é uma cirurgia plástica que se propõe a retirar o excesso de tecido glandular, pele e gordura das mamas. Através dela, é possibilitado que se alcance um tamanho proporcional em relação ao restante do corpo, aliviando possíveis desconfortos causados pelos seios muito grandes, como a dor nas costas.

Quando o procedimento é indicado?

A mamoplastia redutora é indicada para casos em que os seios muito grandes acabam afetando a saúde, autoestima e bem-estar da paciente. Por vezes, o excesso de peso dos seios pode causar problemas físicos como dores nas costas, ombros e pescoço, além da má postura, que posteriormente podem vir a desencadear problemas de coluna.

Como é feita a mamoplastia redutora?

Na consulta pré-operatória, procura-se alinhar as expectativas do paciente com as possibilidades de resultados da operação. Depois de acertados esses pontos, na cirurgia, o procedimento é iniciado com a anestesia, que pode ser peridural, geral ou local com sedação. A incisão pode ser feita de 3 formas: areolar, em formato de “T” invertido ou em “L”, dependendo de cada caso. Na sequência, o cirurgião irá fazer a remoção da gordura, tecido glandular ou pele em excesso, com a finalidade de reduzir o tamanho das mamas. Além de reduzida, a mama é elevada e modelada, para que o resultado fique mais natural e simétrico. Por último, a mama é reestruturada e reposicionada e são feitas as suturas nas camadas mais profundas do tecido mamário, para que a sustentação seja melhorada. O resultado são mamas mais firmes e proporcionais ao restante do corpo. O tempo de cirurgia normalmente é de 2 a 3 horas.

Onde ficam as cicatrizes da mamoplastia redutora?

As cirurgias nas mamas sempre deixam alguma cicatriz. O quanto elas serão visíveis dependerá da técnica escolhida, da quantidade de tecido, gordura e pele retirados, bem como de questões relacionadas à pele e ao organismo de cada paciente. De forma geral, na maioria das vezes, as cicatrizes serão linhas de cor semelhante à da pele do operado, localizadas em regiões que podem, na maioria das vezes, ser escondidas por biquinis ou sutiãs. Menos frequente são as cicatrizes mais aparentes pela sua grossura ou altura. Quando ocorrerem, o médico dará as orientações necessárias para tratar o problema.

O pós-operatório

No pós-operatório, alguns cuidados são necessários. Entre eles estão o uso de malha pós-operatória por, pelo menos, 1 mês, tomar cuidado para não fazer movimentos bruscos com os braços, evitar exercícios físicos e levantamento de peso e procurar dormir de barriga para cima. Cabe salientar que é de extrema importância que os cuidados indicados pelo médico sejam seguidos à risca, com possibilidade de prejudicar o resultado final da operação caso isso não seja feito.

Quanto custa a mamoplastia redutora?

Os custos da mamoplastia redutora dependem das especificidades de cada caso. Dessa forma, o preço deve ser estipulado após avaliação presencial em consultório médico.

Quem eu devo procurar para fazer o procedimento

Para amenizar as possibilidades de complicações e obter bons resultados, indica-se que seja procurado um profissional com amplo conhecimento e grande experiência na área. Além disso, é de grande importância que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Vamos realizar o seu sonho?

Clique no botão abaixo e deixe a gente cuidar da sua autoestima.

Open chat