15 de abril de 2021

Tire suas dúvidas sobre implantes de silicone

Uma mulher coloca seu braço esquerdo sobre os seios. Seu braço direito está estendido para frente e sobre sua mão está um implante de silicone.

Os implantes de silicone podem ser utilizados para diversos tipos de cirurgias, e sua principal função é corrigir imperfeições e tornar a aparência das mamas mais harmônica. Se você pensa em realizar procedimentos com a inserção de próteses mamárias, é essencial que entenda os processos pré e pós-operatórios. Para te ajudar, reunimos as principais informações sobre implantes de silicone neste artigo. Confira:

O que é o implante de silicone?

A cirurgia de implante mamário é realizada para o aumento dos seios, correção de assimetrias e outras melhorias estéticas nas mamas. Para isso são utilizadas as próteses de silicone escolhidas de acordo com o objetivo final do procedimento. Os implantes são muito associados à mamoplastia de aumento, mas também podem ser utilizados para operações reparadoras, como a reconstrução mamária.

Mamoplastia de aumento

Para essa cirurgia, as próteses de silicone são utilizadas como meio de aumentar o tamanho das mamas. A mamoplastia de aumento é realizada com fim estético e é indicada para as mulheres que querem tornar os seios mais volumosos, corrigir assimetrias, o formato ou diminuir o aspecto flácido na região.

Reconstrução mamária

A cirurgia de reconstrução mamária costuma ser realizada após a mastectomia – operação para retirada total ou parcial dos seios, costuma ser necessária após casos de câncer de mama. O procedimento pode ser feito utilizando diversos métodos, entre eles, a inserção de implantes de silicone.

Eles são indicados nos casos em que a mastectomia não comprometeu profundamente a quantidade de pele na região mamária e para as pacientes que não possuem tecido suficiente para reconstruir os seios. Em conjunto com o cirurgião, é feita a escolha do formato, tamanho e demais características dos implantes, garantindo assim um resultado natural e satisfatório.

Tipos de implantes de silicone

O implante de silicone nos seios inicia com o planejamento do tipo de prótese mais adequada. Para isso, o cirurgião avalia os aspectos físicos do paciente, os resultados pretendidos e a elasticidade da pele. Conheça os tipos de próteses e quais são as suas indicações:

Prótese cônica

Como seu nome sugere, essa prótese possui formato de cone e concentra o maior volume de silicone na região central dos seios. Esse tipo de implante faz com que as mamas se tornem mais empinadas e projetadas. Assim, é ideal para as pacientes que buscam valorizar o colo ou possuem o tórax mais estreito.

Prótese redonda

A prótese redonda distribui o volume de silicone uniformemente em toda a mama e é o tipo de implante mais utilizado para as mamoplastias de aumento. Sua principal indicação é para mulheres que buscam o preenchimento tanto na base quanto na área superior dos seios.

Prótese anatômica (em formato de gota)

A prótese anatômica é o tipo de implante que mais se assemelha ao formato natural dos seios, a sua parte inferior é mais volumosa e a superior é mais estreita. É indicada para quem quer resultados com naturalidade e não deseja marcar o colo.

Como escolher o tamanho do implante?

O volume das próteses utilizadas no implante mamário leva em consideração a estrutura física da paciente. O tamanho recomendado costuma estar entre 150 e 600ml de silicone, de acordo com o resultado pretendido e tamanho natural dos seios.

Próteses maiores só podem ser implantadas em mulheres com estrutura física suficiente para suportar esse peso, em geral, pacientes mais altas, com tórax e quadril largos.

Como é feita a cirurgia?

Para que a paciente não sofra incômodos ou dores durante a realização dos implantes de silicone, é feita a anestesia – ela pode ser geral ou local com sedação. No passo seguinte, é feita a incisão mamária, que se divide em três tipos: periareolar (aréola), transaxilar (axilas) ou inframamária (abaixo dos seios).

A escolha do tipo de incisão varia de acordo com o tipo de implante escolhido e características do paciente. Para pessoas com tendência à formação de queloides, o corte transaxilar é o mais indicado. Isso porque, essa área possui menos propensão à formação de cicatrizes e, caso ocorram, são menos perceptíveis.

O terceiro passo realizado pelo cirurgião é o implante das próteses de silicone que pode ser feita sob o músculo peitoral (submuscular) ou atrás do tecido mamário (submamária/subglandular).

Por último, são posicionadas as próteses e o cirurgião fecha as incisões. Essa etapa é feita através de suturas nas mamas, além disso, o médico poderá utilizar colas e adesivos que auxiliam no fechamento do tecido.

Pós-operatório

Após a realização dos implantes de silicone, os pacientes precisam tomar alguns cuidados que irão beneficiar a recuperação das mamas e gerar resultados mais satisfatórios. Em um primeiro momento ocorrerá a internação para observação, isso pode ocorrer em um período que varia de 24 a 48 horas.

Quando o paciente retorna para casa deve evitar movimentos bruscos com os braços e manter-se em repouso. É preciso utilizar o sutiã cirúrgico durante o tempo estipulado pelo médico e, durante 30 dias, o paciente deve repousar e dormir de barriga para cima. Além disso, não é recomendada a exposição solar antes da autorização prévia do cirurgião responsável.

Em alguns casos, é recomendado que o paciente realize drenagem linfática como meio de amenizar os desconfortos e auxiliar na recuperação. É importante ressaltar que cada pessoa se recupera de forma diferente, por isso, é importante que você siga fielmente as recomendações do seu médico após a realização dos implantes de silicone.

A técnica do sutiã interno utiliza silicone?

A técnica conhecida como sutiã interno é realizada para conferir mais sustentação e elevação às mamas. O resultado é obtido através de uma alça de suporte que é feita com o próprio músculo da paciente.

Ainda que esse método não necessite dos implantes de silicone, é possível combinar o procedimento junto à mamoplastia de aumento, por exemplo. Nesses casos, o sutiã interno impede que as próteses de desloquem e mantém o implante definido mesmo com o passar do tempo.

Quanto custa o implante de silicone?

Os implantes de silicone podem ser utilizados para diversos tipos de cirurgias, em especial, para a mamoplastia de aumento e para a reconstrução mamária. O preço para realização desse procedimento varia de acordo com as características das pacientes, objetivo final da cirurgia, tipo de prótese escolhida, entre outros fatores.

Por isso, busque o auxílio de um cirurgião para saber o valor do seu implante de silicone. Somente ele será capaz de avaliar e indicar o tipo mais adequado para o seu caso.

Vamos realizar o seu sonho?

Clique no botão abaixo e deixe a gente cuidar da sua autoestima.

Open chat