Fale com Dr. Maurício Carvalho no whatsapp
Subir ao topo da página

A otoplastia é realizada para minimizar deformidades, tentar corrigir assimetrias de forma, tamanho e angulação no caso do abano, em orelhas mal formadas de nascença ou que sofreram deformidades após um traumatismo.

Fatores genéticos, ou características raciais e familiares, exercem papel importante no estabelecimento de alterações na forma da orelha. O crescimento das cartilagens também influencia, embora na maioria dos casos de orelha em abdução (popularmente conhecida como orelha de abano) a deformidade já possa ser notada ao nascimento.
A otoplastia é realizada para minimizar deformidades, tentar corrigir assimetrias de forma, tamanho e angulação no caso do abano, em orelhas mal formadas de nascença ou que sofreram deformidades após um traumatismo. Deve ser considerada como reparadora, quando tenta corrigir um defeito, e ao mesmo tempo estética, pensando-se na busca pela harmonia de forma, volume e posição.
Há pacientes com pequenas alterações e grande incômodo. Os graus são baseados na quantidade de alterações anatômicas presentes na orelha em questão. O procedimento cirúrgico geralmente não dura mais que 90 minutos e pode ser considerado simples. Na maioria dos casos, a anestesia é local com sedação e o período de internação é curto.
O cirurgião faz incisões atrás da orelha a fim esculpir a cartilagem, reduzindo a distância entre a orelha e o crânio. Dependendo do organismo de cada paciente, a técnica utilizada poderá remover ou não parte desta cartilagem, sempre buscando o resultado mais natural possível. A anestesia pode variar de acordo com o organismo e com a condição de saúde de cada paciente, podendo ser anestesia local, local com sedação ou geral.
Os cuidados pós-operatórios variarão segundo a magnitude dos procedimentos efetuados. Sempre haverá um inchaço, maior nos primeiros 2 dias, que gradativamente vai diminuindo. Os pontos externos são retirados entre 15 e 20 dias e em geral o tempo suficiente para o paciente retornar às suas atividades é de uma semana. É importante ressaltar que as alterações de cicatrização e acomodação dos tecidos em seu novo local seguem por mais algum tempo.
Os curativos são geralmente realizados com pomada cicatrizante e gaze. Ele é realizado no final da cirurgia e retirado após um período de 5 a 7 dias da cirurgia no consultório pelo médico. Pelo menos três meses são necessários para se observar o resultado final do tratamento.